Pesquisa científica revela que os animais das raças Hereford e Braford mantêm o alto desempenho mesmo nas regiões mais quentes do país

Por em 5 de outubro de 2018

O Núcleo de Estudos em Sistemas de Produção de Bovinos de Corte e Cadeia Produtiva (NESPro) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) concluiu que os animais das raças Hereford e Braford estão aptos à produção em qualquer região do país.

O resultado é fruto de um estudo realizado com o apoio da Associação Brasileira de Hereford e Braford (ABHB), que durante seis anos analisou dados de desempenho dos animais em seis estados diferentes. Os reprodutores da raça Hereford foram colocados à prova em propriedades localizadas no Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina, já os da raça Braford, além destes três estados, foram testados em criatórios do Tocantins, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

Para o Coordenador do NESPro, Júlio Barcellos, o resultado do estudo contribui para toda a cadeia produtiva, tendo em vista que os dados obtidos possuem uma fundamentação científica, o que permite ao produtor encontrar mercado para o seus produtos em qualquer área do país. ”As raças estão capacitadas a ultrapassar e ampliar sua presença no mercado de carne além das fronteiras do Rio Grande do Sul”, pondera.

Durante o período de testes, foram avaliados quesitos como: potencial produtivo, reação e comportamento dos animais frente às altas temperaturas, qualidade do material genético e sua resistência aos ectoparasitas. Ao final das avaliações, concluiu-se que os exemplares de ambas as raças possuem potencial de adaptação semelhante aos zebuínos, bastante conhecidos pela sua alta resistência aos climas tropicais. Os resultados completos da pesquisa estão disponíveis no International Journal of Biometeorology, Theriogenology e também no International Journal of Andrology.  

 

Texto: Murilo Alves, estagiário de Jornalismo

Edição: Estela Facchin, reg. Prof. 9822 

ASCOM ABHB

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Translate »