PAC 2018/2019 realiza admissão e pesagem inicial dos 32 exemplares HB participantes

Por em 17 de agosto de 2018

E foi dada a largada para mais uma edição da Prova de Avaliação a Campo de Reprodutores Hereford e Braford 2018-2019, teste considerado hoje a Fórmula 1 nas provas de ganho de peso do Brasil. Os campos da Embrapa Pecuária Sul, localizada em Bagé, foram palco ontem pela manhã (16) para a admissão e identificação dos terneiros com o número da Prova.

Também foi realizada, conforme o Gerente de Operações da ABHB, Felipe Azambuja, a pesagem inicial dos tourinhos participantes. Na corrida pelas primeiras colocações, 15 exemplares Hereford e 17 Braford oriundos de 13 propriedades gaúchas com sede nas cidades de Bagé, Dom Pedrito, Arambaré, São Gabriel, Aceguá e São Sepé!

Trata-se da 15ª edição da raça Hereford e 24ª da raça Braford comprovando de forma técnica aquilo que já é conhecido entre os criadores: as duas raças produzem muito e com qualidade sob condições adversas na medida em que identifica touros melhoradores nos quesitos morfológico e funcional.

“Estamos conseguindo, ano após ano, mostrar para o mercado e para os criadores a importância técnica da Prova de Avaliação a Campo de Reprodutores Hereford e Braford em termos genéticos de população bovina e árvore genealógica com foco na melhoria da raça e consequente potencial para cruzamento industrial”, afirmou o presidente do Conselho Deliberativo Técnico da ABHB, Aldo Tavares.

Os resultados alcançados nos últimos cinco anos mostram que o Teste não está avaliando um reprodutor unicamente, mas sim um grupo de indivíduos que por performance própria demonstra adaptação e produtividade. No momento em que o Teste descobre este indivíduo em uma propriedade, sabe que o criatório tem uma família inteira de touros produtivos. Isso traz dois benefícios: um interno de base genética da fazenda, e um externo, já que o touro ganhou uma competição, demonstrou produtividade superior e vai para o mercado valendo muito mais, o que consequentemente confere um marketing para a genética daquela Cabanha.

Mas o mais importante disso, destaca Tavares, é o fato dele ser um indivíduo multiplicador de disseminação de uma genética adaptada ou produtiva, independentemente de estar visualmente bonito ou não ao término do teste. “Buscamos a performance individual, e essa performance tem rentabilidade em produtividade e em ganho de peso”, reforça Tavares.

Confira a seguir as três primeiras colocações de cada raça nos últimos 5 anos

RAÇA HEREFORD

ANO PRIMEIRO SEGUNDO TERCEIRO
2013/2014 Agrop. São Pedro Agrop. São Pedro São Manoel
2014/2015 Guatambu Guatambu Guatambu
2015/2016 Wolf Guatambu Est. Do Bolso
2016/2017 Guatambu Guatambu Guatambu
2017/2018 Guatambu Agrop. São Pedro Guatambu

 

RAÇA BRAFORD

ANO PRIMEIRO SEGUNDO TERCEIRO
2013/2014 Est. Rio Negro Faz. Santa Tereza Est. Luz de São João
2014/2015 Est. Luz de São João Guatambu Guatambu
2015/2016 Faz. Santa Tereza Guatambu Agrop. Sereno
2016/2017 Guatambu Faz. Santa Tereza Guatambu
2017/2018 Faz. Santa Tereza Guatambu São Bento do Verde

 

Por Tatiana Feldens, reg. Prof. 13.654

Ascom ABHB

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Translate »