Núcleo Jovem HB reúne diversos estudantes durante concurso de jurado em Bagé

Por em 17 de outubro de 2016
dsc_0045

Foto: Ana Virgínia, assistente de Marketing

Organizado pelo Núcleo Jovem da Associação Brasileira de Hereford e Braford (ABHB) com o objetivo de disseminar as informações sobre as raças, aconteceu na última sexta-feira (14) o Concurso de Jurado reunindo um público de 25 jovens, entre eles alunos de Zootecnia e Veterinária da região de Bagé. A atividade integrou a programação da 104ª Expofeira da cidade e foi conduzida pelo sócio e criador Paulo Azambuja, com o auxílio especial do Médico Veterinário Dr. Pedro Brasil.

Os participantes dedicaram o seu dia ao aprendizado, recebendo noções de avaliações, julgamentos de animais Hereford e Braford e aspectos zootécnicos que um jurado deve buscar em um bovino de corte. Após as dicas e explicações, os candidatos foram submetidos a uma prova prática em pista onde julgaram os animais.

O primeiro colocado no concurso foi o Zootecnista Renan Acosta, que elogiou a organização do evento e a possibilidade de poder colocar em prática o conhecimento. “Achei ótimo o concurso, muito significativo, pois há troca de experiência”, comentou.

Além de Acosta, Mariana Rodrigues, segunda colocada e Leonardo Brasil, que ficou com o terceiro lugar, ganharam como premiação as inscrições para o 15º Concurso de Atualização e Julgamentos das raças Hereford e Braford Dr. Jacob Momm Filho, que será realizado durante a Nacional HB de 2017.

A capacitação regional promovida pelo NJHB buscou conduzir a participação de jovens provenientes no meio rural, de escolas técnicas e faculdades em julgamentos de bovinos de corte. “O Concurso de Jurado mostrou a união que existe entre os Núcleos e criadores de Hereford e Braford, o que deixou todo mundo muito satisfeito”, pontou Rafael Macedo, membro da Diretoria do NJHB.

Semelhante avaliação teve Azambuja, para quem a realização do concurso se torna imprescindível para a divulgação das raças. “Os jovens participantes são futuros formadores de opinião que podem entrar nesse ramo”, relatou.

Por Dhésika Vidikin, estagiária de Jornalismo

Edição: Tatiana Feldens, Ascom ABHB

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Translate »