Leilão Sucupira atinge a sua maturidade nesta 4ª edição e consolida o Braford no Centro-Oeste do Brasil

Por em 19 de maio de 2018

A jogadora de vôlei Sheilla Castro prestigiando a raça ao lado do criador Ademir Cenci, da Fazenda Sucupira

Uma semente plantada em 2013 germinou em campo fértil, se desenvolveu e agora está se alastrando e consolidando no Centro-Oeste brasileiro. Está é a avaliação do Vice-Presidente de Promoção das Raças da Associação Brasileira de Hereford e Braford (ABHB), Celso Jaloto, proprietário da Estância Luz de São João, ao comentar os resultados do 4º Leilão Fazenda Sucupira e Convidados, realizado ontem (18) em Brasília.  “Hoje, a raça se defende sozinha, é apta a trabalhar nesta região de clima mais quente, com vegetação e topografia diferente dos campos encontrados na região sul. O Braford brasileiro provou que é capaz de fazer uma pecuária diferenciada produzindo uma carne singular”, destacou.

Na oportunidade, foram comercializados 79 animais, sendo 35 touros, 42 novilhas OD e duas vacas doadoras, que atingiram um faturamento total de R$ 519.600,00. Destaque para as médias alcançadas com os reprodutores Braford, que fecharam o dia em R$ 11.500,00. “Quem compra touro quer produzir. E tudo indica que irão voltar ano que vem, já que os rebanhos por aqui começam com 4 mil vacas, 7 mil vacas. Há muito ainda para crescer”, admitiu Jaloto.

Celso Jaloto com o médico Jofran Frejat

Outro ponto alto do dia foi a comercialização de 50% do Touro Sucupira de doadora adquirida da Luz de São João, vendido por R$ 10.500,00, sendo valorizado em R$ 21.000,00. O segundo maior valor do leilão com a venda de um reprodutor saiu por R$ 16.500,00, já o maior comprador do pregão foi Dirceu Gatto, de Unai (MG), que levou para casa 12 touros Braford. A média das fêmeas também foi expressiva, fechando em R$ 2.607,00. A exemplar mais valorizada de origem Luz de São João foi comercializada por R$ 9.750,00.

Entre os compradores, o ministro do Tribunal de Contas da União, João Augusto Ribeiro Nardes

As vendas se concentraram nos estados de Minas Gerais, Distrito Federal, Goiás e Tocantins, regiões onde os pecuaristas puderam sentir uma valorização entre 15% e 20% na venda de terneiros.  “Vendemos a raça e vendemos muito bem a nossa genética. Os grandes compradores dos leilões anteriores voltaram a adquirir a nossa genética, uma vez que já tinha sido testada, comprovada e valorizada na hora da comercialização”.

O público compareceu e ajudou a alavancar as vendas desta 4ª edição

Oficializado pela Associação Brasileira de Hereford e Braford (ABHB), o remate organizado pelas Fazendas Sucupira (Arinos-MG), Luz de São João (São Gabriel-RS) e Santa Ana (Uruguaiana-RS), foi realizado no CTG Sinuelo da Saudade, em Brasília, no Distrito Federal, e contou com transmissão ao vivo pela Remate Web.

“Vendemos em função das qualidades produtivas da raça, fruto de resultado de quem já tinha comprado, de bezerros comercializados, de animais terminados e abatidos. No passado, as vendas eram motivadas ou por relações pessoais, pelo peso da nossa família na região, ou pela curiosidade, as pessoas compravam para experimentar. Esse ano a raça atingiu a sua maturidade. Já não se discute mais se o Braford vai se adaptar, se ele vai ir bem. O que se fala neste sentido é que a raça veio para ficar e hoje ela gera um diferencial que é o ganho econômico, é dinheiro no bolso. Neste sentido, a raça esse ano atingiu a sua maturidade, foi o remate da consolidação do Braford aqui no Centro Oeste”, afirmou o sócio e criador Ademir Cenci, da Fazenda Sucupira, ao projetar um crescimento para os próximos anos. “Vendemos para três clientes que juntos totalizam 20 mil cabeças na região, ou seja, um mercado em expansão”.

Animais separados em lotes para a comercialização do dia

Já o leiloeiro Fabio Crespo saudou o resultado desta edição, considerado excelente por ele . “Foi o melhor dos quatro que fiz aqui”. Indagado sobre a expectativa para os próximos eventos comerciais oficializados, foi enfático: “vamos ter não somente uma Exposição Nacional, mas uma primavera de muito sucesso”, disse ele, ao fazer referência à programação da maior mostra de animais Hereford e Braford do Brasil, que começa nesta segunda-feira, em Uruguaiana, prevendo a realização de três grandes pregões: os remates Gado Comercial HB (Virtual Leilões); Remate Virtual Onda Cara Branca (Programa Leilões) e Remate Nacional HB (Tellechea e Bastos) serão realizados nos dias 22, 23 e 24 de maio, respectivamente.

A programação completa você encontra AQUI. 

Por Tatiana Feldens, reg. Prof. 13.654

Ascom ABHB

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Translate »