Hereford e Braford faturam cerca de R$ 18 milhões com as vendas de primavera

Por em 5 de dezembro de 2016
gabrielbueno

Foto: Gabriel Bueno

A temporada de primavera foi mesmo especial para as raças Hereford e Braford. Os prognósticos, que inicialmente oscilavam do otimismo à expectativa de estabilidade, se confirmaram e nem mesmo a queda no preço do boi gordo ou as incertezas político-econômicas do País desaceleraram as compras de primavera em 2016.

Foram 26 Remates oficializados pela Associação Brasileira de Hereford e Braford, realizados em sua maioria no Rio Grande do Sul, com a exceção da 6ª edição do Leilão Mãe Rainha e Meia Lua, tradicionalmente realizado em Lages, no Estado de Santa Catariana. Independentemente da localidade, as edições apresentaram ótima liquidez e médias bastante favoráveis, que resultaram em uma movimentação total de R$ 17.996.075,00 com a comercialização de 2.867 animais HB.

Dos Leilões Genética do Pampa e Santa Tereza aos Remates Criadores de Braford, Guatambu, Alvorada e Caty, Bela Vista e Conexão Pampa, a cada novo martelo muitos recordes foram batidos e animais sendo comercializados por valores realmente destacados.

Os pregões valorizaram mais uma vez a comercialização dos touros. A raça Hereford totalizou R$ 9.642,10 de média geral, enquanto o Braford chegou a expressivos R$ 11.086,57. Para a ABHB, uma clara consequência da expansão dos Caras Brancas pelo País afora, fruto da ampliação das vendas dos criatórios para além das porteiras gaúchas, ação largamente apoiada pela Entidade.

A valorização da Carne Certificada Hereford no mercado gourmet brasileiro, hoje presente nos principais eventos gastronômicos do País – como o Mesa ao Vivo, Churrascada e Gastronômade Brasil – e desejo de muitos chefs de cozinha, também contribuiu para o sucesso das vendas.

As excelentes médias não se restringiram aos reprodutores, sendo alcançadas também entre as fêmeas, que chegaram a R$ 5.852,57 de média na raça Hereford e R$ 5.448,06 na Braford. Especial destaque para os Remates Santa Tereza, Guatambu, Alvorada e Caty e Conexão Pampa, que apresentaram os três maiores faturamentos da temporada.

14628161_10209570973404274_1013587811_n

Remate Santa Tereza totalizou R$ 1.534.350,00 nesta edição

Realizado em Camaquã, o Remate Santa Tereza comercializou todos os 189 exemplares que colocou em pista, alcançando o faturamento total de R$ 1.534.350,00. Os touros Braford chegaram a incrível média de R$ 13.833,00, sendo que o reprodutor mais valorizado – TE J2458 – foi comercializado por R$ 35.250,00. Os touros Hereford fizeram R$ 11.312,00 de média.

tourom1057_creditoalexandreteixeira-3

A 44ª edição do remate Guatambu, Alvorada e Caty atingiu R$ 1.799.290,00 em vendas

O segundo maior faturamento veio de Dom Pedrito, com a 44ª edição do remate Guatambu, Alvorada e Caty. O leilão atingiu R$ 1.799.290,00 em vendas, com a comercialização de 243 animais, apresentando média de R$ 10.138,18 para os reprodutores Braford e R$ 11.828,95 para os Polled Hereford. Já as fêmeas da raça Braford prenhes fizeram de R$ 5.053,25 de média, enquanto que as fêmeas Polled Hereford somaram R$ R$ 3.248,00 de média. O animal mais valorizado foi o touro tatuagem M1057, um Polled Hereford de 3 anos, da Guatambu, vendido por R$ 54.400,00 para Ney Arthur Azambuja, valor recorde de todas as edições do remate.

conexaopampai

Remate Conexão Pampa, realizado em Alegrete (RS), alcançou R$ 1.933.575,00 na sua segunda edição

Por fim, o Remate Conexão Pampa, que repetiu o sucesso da 1ª edição e faturou R$ 1.933.575,00 em Alegrete. Fruto de uma ação conjunta dos criatórios Agropecuária São Pedro, Cabanha São Fernando, Estância Silêncio e Fazenda São Manoel, o leilão vendeu 404 animais. Os reprodutores Braford fizeram R$ 10,559,59 de média, enquanto que os Touros Hereford chegaram a R$ 9,288,46. Nas fêmeas, com oferta para novilhas e vacas prenhas, a média foi de R$ 2.998,67 para as Braford e R$ 3.286,96 para as Hereford. O animal mais valorizado foi o Touro Braford Kibom, de propriedade da São Manoel, adquirido por R$ 30.750,00 pelo produtor rural de São Paulo, Eduardo Bernardes.

Por Tatiana Feldens, reg. Prof. 13.654

Ascom ABHB

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Translate »