De forma pioneira, workshop reúne em Santa Maria programas de avaliação genética das raças HB

Por em 3 de maio de 2018

Na foto, Fernanda Kuhl, Zilah Cheuiche, Luciano Dornelles, Eduardo Eichenberg, Bernardo Pötter e Bruno Teixeira

Com o objetivo de proporcionar um intercâmbio de ideias, dando transparência e notoriedade aos programas de avaliação genética utilizados pelos criadores das raças Hereford e Braford, foi realizado nesta quinta-feira (3/5), no auditório da Universidade Federal de Santa Maria, o Primeiro Workshop de integração dos programas PampaPlus, Promebo e Conexão Delta G. Em sua saudação inicial, o presidente da Associação Brasileira de Hereford e Braford (ABHB), Luciano Dornelles de Dorneles, agradeceu a presença de todos e falou do pioneirismo da ação ao reunir em um mesmo local especialistas dos três programas.

O presidente da ABHB deu as boas-vindas e falou da importância de integrar os três programas

A atividade, que antecede a 10ª edição do Curso Internacional de Melhoramento Genético do PampaPlus, prevista para esta sexta-feira e sábado, contou com a palestra da médica veterinária Fernanda Kuhl, Coordenadora do Promebo. “Só tenho a agradecer a ABHB pelo convite. Para o Promebo é muito bom estar junto da Associação. Estamos sempre aprendendo e entendendo que o criador deve ser bem atendido e ter suas necessidades e expectativas correspondidas dentro do programa. Evento como este ajuda a nivelar o trabalho”, opinou.

Médica veterinária Fernanda Khul, Coordenadora do Promebo

Ela buscou mostrar como o Programa gera e disponibiliza as informações para o criador. “O nosso cliente é associado da ABHB, sua adesão é voluntária. Geralmente ele realiza o registro conosco e acaba aderindo de forma automática ao Promebo. Ele tem acesso às informações através dos relatórios gerados, cursos e eventos em que participa, além de publicações anuais como o sumário de touros, um grande difusor de informação e interesse dos programas”.

Atualmente, o Programa de Melhoramento de Bovinos de Carne da Associação Nacional de Criadores “Herd-Book Collares” atende 22 criadores de Hereford e Braford, todos situados no Rio Grande do Sul.  Destaque para duas propriedades, enfatizou Fernanda.  Na raça Hereford, a Touro Passo, localizada em Uruguaiana. Já na raça Braford, a Fazenda Santa Tereza, de Arambaré. “Elas levaram em 2017 o bicampeonato na supremacia genética do Promebo”, informou. Fundado em 1974, o Promebo possui um banco de dados com mais de 900 mil animais inscritos, entre eles as raças Hereford e Braford.

Cerca de 40 pessoas participaram da atividade

Conexão Delta G 

Na sequência, foi a vez de Bernardo Pötter, presidente do CDT da Conexão Delta G, subir ao palco do auditório da UFSM e compartilhar informações sobre a sua associação, que reúne um seleto grupo de agroempresas brasileiras distribuídas nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil. Dentre os objetivos,  gerar e utilizar tecnologia de ponta para aumentar a rentabilidade da pecuária de corte através de melhores resultados alcançados com fertilidade, precocidades sexual, de crescimento e terminação, rendimento de carcaça e qualidade da carne.

Bernardo Pötter, presidente do CDT da Conexão Delta G

Idealizado há mais de trinta anos, o Programa conta com a assessoria da GenSys, empresa que também é responsável pelas avaliações genéticas. “Iniciativa muito positiva essa de colocar lado a lado todos os programas de avaliação genética. O objetivo (dos três) é o mesmo: selecionar animais geneticamente superiores nas raças Hereford e Braford. O que nos diferencia é a metodologia de trabalho e o banco de dados que cada uma dispõe”. destacou Pötter. Ponto positivo para a interação com o público presente, o que possibilitou uma grande troca de ideias.

O Conexão Delta G soma hoje 17 empresas, totalizando 40 criatórios atendidos no Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo e Minas Gerais. Destaque para o trabalho de seleção realizado há anos pela Agropecuária Caty, na raça Braford, e pela Estância Guatambu, na raça Hereford. “Wolf Genética e Estância Silêncio também têm realizado um trabalho consistente e muito primoroso”, acrescentou.

PampaPlus

Por fim, momento para o PampaPlus – Programa de Avaliação Genética da ABHB para as Raças Hereford e Braford. Coube ao consultor técnico, médico veterinário Bruno Teixeira, falar do programa oficial das raças desenvolvido pela ABHB em parceria com a Embrapa (Centros Gado de Corte e Pecuária Sul). Teixeira destacou os novos estudos desenvolvidos pela equipe sempre com foco na produção de animais mais férteis e com excelente aproveitamento de carcaças, e compartilhou com todos os resultados obtidos com o seu trabalho de doutorado, que comprovaram habilidade materna e permanência do rebanho, com as vacas conseguindo chegar até os 6 anos de idade entregando até 3 terneiros.

Médico veterinário Bruno Teixeira, consultor técnico do PampaPlus

Um dos grandes diferenciais do PampaPlus, opinou Teixeira, é poder trabalhar na atualidade com novos critérios de seleção genética incluindo índices econômicos e novas características das fêmeas. “Trabalhamos de forma aberta, não tem sistema engessado, tem evolução na medida em que buscamos maximizar a lucratividade dos criadores que estão no programa e por isso precisam estabelecer novos critérios, como a questão sanitária, que ainda está por vir”.

O PampaPlus tem por objetivo oferecer um programa de melhoramento genético com nível técnico de excelência no cenário nacional e internacional, fornecendo informações computadorizadas de fácil e ágil acesso e manuseio para a seleção de características econômicas de interesse para as raças Hereford e Braford. Realiza as avaliações através do Programa Embrapa de Melhoramento Genético – GENEPLUS, utilizando um conjunto de ferramentas e softwares que facilitam o gerenciamento de informações provenientes do campo que permite o produtor realizar diversos tipos de simulações, sob diversos índices de desempenho. Assim, direciona seus acasalamentos e gera relatórios informatizados, que facilitam a condução dos trabalhos a campo.

A mesa redonda contou ainda com a participação de Eduardo Eichenberg, Fernando Cardoso, Zilah Cheuiche e Thais Pires Lopa

Hoje, 64 dos mais de 300 associados espalhados pelo Brasil utilizam o PampaPlus, que fechou o ano de 2017 com 5.116 animais avaliados . O Promebo totalizou 1.165 exemplares e o Conexão Gelta G, 9.297 exemplares.

Após a explanação de todos, uma mesa redonda foi formada. Composto pelos palestrantes do dia, além do Vice-Presidente da ABHB, Eduardo Cavalcanti Eichenberg, pelos coordenadores do PampaPlus, Thais Pires Lopa e Fernando Flores Cardoso, da ABHB e Embrapa Pecuária Sul, respectivamente, e pela Superintendente do Setor de Registros da ABHB, Zilah Cheuíche, o bate-papo serviu de esclarecimento para muitos criadores.

Por Tatiana Feldens, reg. Prof. 13.654

Ascom ABHB

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Translate »