Padrão Racial Braford

O Padrão Racial Braford deverá seguir, de forma geral, tipos biológicos que externamente mostrem serem animais produtores de carne, bem estruturados, precoces e de boa musculatura, indicativa de alto rendimento de carcaça, adaptados às diferentes regiões climáticas do país.

Em ordem de importância econômica, a fertilidade e desenvolvimento, a conformação e a pelagem, deverão ser observadas, sendo peso relativo de cada característica atribuído pelos inspetores técnicos credenciados pelo SRGB.

 – Sexualidade:

  1. a) Machos:
  2. Cabeça e corpo de aspecto masculino. Serão eliminados animais com desvio de septo.
  3. Pelo curto e lustroso, com as devidas variações conforme zona e época do ano.

III. Testículos devem mostrar, à simples vista, normalidade anatômica, bom tamanho (circunferência escrotal nunca menor do que a recomendada pelo Colégio Brasileiro de Reprodução Animal), desprovidos de prega testicular e bom desenvolvimento da cauda do epidídimo.  São desejáveis sacos escrotais bem pigmentados.

  1. Prepúcio de tamanho médio ou curto, nunca ultrapassando a linha imaginária que une os “joelhos” aos “cotovelos” do animal. Sendo eliminados os prepúcios em formato de “V”(pendulares) ou mal conformados.
  2. Boca: no caso de haver prega dianteira, esta não poderá exceder a boca, ao se visualizar o animal de lado. Mucosas internas com tendência a ficar expostas são indesejáveis.
  3. Aprumos bem implantados, sendo indesejável a perna reta (garrões retos).
  4. b) Fêmeas:
  5. Cabeça e corpo de aspecto feminino. Serão eliminados animais com desvio de septo.
  6. Pelo curto e lustroso, com as devidas variações conforme zona e época do ano.

III. Vulva de tamanho adequado, com tetas de tamanho médio.

  1. Umbigo médio ou pequeno.
  2. Aprumos: igual aos machos.

 – Desenvolvimento e Conformação:

  1. a) Em ambos os sexos, o desenvolvimento individual será avaliado sempre em relação a seus contemporâneos, obedecendo a um limite mínimo padrão da raça, e às condições ecológicas onde vivem (tipo de campo, clima).
  2. b) nos machos se evidenciarão aqueles com melhor ganho por dia de vida, procurando os animais de maior comprimento e musculosidade, profundos no costilhar (costelas). Serão discriminados os animais muito altos, pouco profundos no costilhar, o que geralmente está associado com baixos ganhos de peso e pouca musculosidade.

 – Pelagem e Pigmentação Ocular:

  1. a) Nas composições raciais intermediárias de formação do Braford (grau de sangue ½, ¼, ¾ e 5/8) e nas primeiras gerações dos animais 3/8 z teremos o aparecimento de pelagens de cores e tonalidades variadas.
  2. b) os animais da raça Braford (composição racial final 38) deverão apresentar a chamada “capa vermelha” ou vermelho pinhão (herdada da raça Hereford), admitindo-se uma variação para o brasino (animais que apresentam finas listas verticais negras ou quase negras) em fundo bem avermelhado na sua pelagem. Os animais deverão ter pelo curto e liso, pigmentação ocular em ambos os olhos e cara branca ou mascarada (com no mínimo 30% de branco).
  3. c) por questões de padronização estipulou-se uma tabela de pelagens, a serem aceitas com algumas ressalvas, para os graus de sangue intermediários, onde a diversidade de pelagens é mais aceitável, mas sempre devendo aparecer em todos os graus de sangue o aporte de sangue Hereford.

 

Braford ½* Braford ¾ ** Braford ¼ *** Braford 5/8 ****
Brasino Cara Branca ou Mascarada Branco / Cinza Brasino Cara Branca ou Mascarado Brasino Cara Branca ou Mascarada
Vermelho com Cara Branca ou Mascarada Brasino Vermelho Cara Branca ou Mascarada Vermelho Cara Branca ou Mascarada
  Vermelho    

 

* Braford ½ – Quando brasino pode variar de uma tonalidade mais clara (fundo baio ou araçá) a mais escura. A cara deverá apresentar um mínimo de 30% de branco.

**       Braford ¾ – Por seu grande aporte de sangue zebuíno será aceita a pelagem branca ou variações do cinza claro ao escuro, também serão aceitos os tons avermelhados (dependendo muito do tipo de zebu – Brahman, Nelore, Tapabuã, Gir…..)

*** Braford ¼ – Deverá possuir um maior aporte de sangue Hereford, por isso poderá apresentar a capa vermelha com branco nas extremidades, cruzes, lombo, cabeçae barriga. A capa vermelha pode ser clara, mas não totalmente baia. Nas pelagens brasinas, não será aceitável a de fundo preto.

**** Braford 5/8 – Serão aceitos os brasinos de todos os fundos e os vermelhos (inclusive tonalidades mais claras). A cara deverá apresentar um mínimo de 30% de branco.

Obs. 1: A pelagem SALINA (pintas vermelhas nas partes brancas) poderá ser aceita desde que esta característica esteja presente nas partes brancas do Hereford e não avance para a capa vermelha.

Obs. 2: Serão eliminadas as pelagens OVEIRA, JAGUANÉ e PRETA. Admite-se para fêmeas de grau de sangue 34 pelagens OSCAS.

Obs. 3: Serão eliminadas também as pelagens BAIA CLARA e BAIA ESCURA sem diluição da cor, exceto para animais de grau de sangue 34.

Obs. 4: Animais com mucosa ocular totalmente despigmentadas, em um ou ambos os olhos, serão eliminados.

Temperamento: Em ambos os sexos, dócil, porém alerta, levando em consideração a composição racial.

– O padrão racial e as características fenotípicas do Braford serão anualmente revisados pelo CDT.

Translate »